A- A+
Ambiente do Participante

PSS Seguridade Social > Seguridade > Perfil de investimento

Seguridade

Perfil de investimento

O que significa perfil de investimento?

Perfil de investimento é uma classificação subjetiva quanto à pré-disposição do participante em assumir riscos. Por outro lado, risco é a possibilidade da ocorrência de um evento adverso, que resulte, direta ou indiretamente, em perda econômica.

Para assumir mais risco é necessária uma expectativa de retorno superior. Por isso, por exemplo, um perfil chamado de conservador apresenta menor risco, mas com menor expectativa de retorno do que um perfil chamado moderado.

Por que a PSS oferece perfis diferentes?

Existem participantes no Plano C com expectativas diferentes no resultado da rentabilidade de suas contas de previdência. Por exemplo, um participante em início de carreira, geralmente pode estar disposto a correr mais riscos, uma vez que, caso haja perda, ele provavelmente terá tempo para recuperar. Já um participante suplementado, ou que está prestes a se suplementar, geralmente prefere correr riscos menores, por não dispor de tanto tempo para a recuperação.

Observação: Devido ao processo de retirada de patrocínio a composição da carteira de renda fixa dos perfis de investimento do Plano C da PSS, passa a ser composta por títulos de renda fixa públicos indexados ao Selic ou operações compromissadas diárias, a exemplo do Perfil de Curto Prazo.

Quais são os perfis de investimentos existentes na PSS?

A – Conservador: Nesse perfil 80% da carteira de investimentos é composta por títulos de renda fixa públicos indexados ao Selic ou operações compromissadas diárias, e 20% em renda variável (ações cotadas em bolsa). Possui risco superior aos perfis de Curto Prazo e Ultraconservador.

B – Moderado: Nesse perfil 65% da carteira de investimentos é composta por títulos de renda fixa públicos indexados ao Selic ou operações compromissadas diárias, e 35% em renda variável (ações cotadas em bolsa). Possui risco superior aos perfis de Curto Prazo, Ultraconservador e Conservador.

C – Agressivo: Nesse perfil 50% da carteira de investimentos é composta por títulos de renda fixa públicos indexados ao Selic ou operações compromissadas diárias, e 50% em renda variável (ações cotadas em bolsa). É o perfil da PSS com maior risco, por isso, conforme o regulamento do Plano C, não pode ser escolhido por participantes com mais de 55 anos de idade.

D – Ultraconservador: Nesse perfil a carteira de investimentos é 100% composta por títulos de renda fixa públicos indexados ao Selic ou operações compromissadas diárias. É um dos perfis da PSS com menor risco.

E – Curto Prazo: Nesse perfil a carteira de investimentos é 100% composta por títulos de renda fixa públicos indexados ao Selic ou operações compromissadas diárias. É um dos perfis da PSS com menor risco.

 Quais fatores devo levar em conta na escolha do perfil de investimento?

  • A Retirada de Patrocínio
  • Tolerância ao risco – sua capacidade para suportar uma perda econômica.

Aplicando em um perfil mais arriscado terei garantia de que o meu patrimônio terá maior rentabilidade?

Não. Embora o objetivo ao assumir mais riscos seja esse, não é possível garantir que a rentabilidade seja melhor, pois isso depende do comportamento do mercado financeiro.

Lembre-se sempre que: Resultados passados não garantem rentabilidade futura.