A- A+
Ambiente do Participante

PSS Seguridade Social > Seguridade > Empréstimo > Apresentação

Seguridade

Apresentação

A PSS disponibiliza à todos seus Participantes o Empréstimo Simples, para atender necessidade financeira, sem necessidade de qualquer comprovação e que pode ser solicitado conforme as regras abaixo:

A quem se destina: exclusivo para Participantes Ativos ou Assistidos (suplementados) por Aposentadoria, sendo vedado para os Participantes:

  • Afastados do serviço, exceto por motivo de Licença Remunerada ou Maternidade;
  • Que se desligam da empresa e optam pelo Benefício Proporcional Diferido (Vesting) ou pelo Autopatrocínio;
  • Pensionistas ou Beneficiários de qualquer condição;

Carência:

  • Ativos: necessário ter 2 anos de vinculação na PSS;
  • Assistidos: não há carência, basta estar recebendo benefício da PSS.

Concessão: até o dia 15 de cada mês, através de assinatura de contrato específico e nota promissória.

Valor:

  • Ativos: mínimo de 1,2 e máximo de 5 salários de participação, limitado ao valor do saldo de quotas PSS, já abatido o valor de imposto de renda devido. Aproximadamente 70% do valor bruto das quotas.
  • Assistidos: mínimo de 1,2 e máximo de 2 vezes o valor do benefício da PSS.

Atualização mensal do saldo devedor: IPC/DI (FGV) + 0,5% de juros.

Amortização Mensal: por meio de desconto em folha, até quitação da divida, sendo a primeira prestação no mês seguinte à data de concessão.

  • Ativos: 10% do salário de participação;
  • Assistido: 10% do valor do benefício PSS (suplementação).

Taxa Administrativa: 3% para Ativos e 2% para Assistidos. O valor dessa taxa é acrescido uma única vez ao valor solicitado.

IOF ( Imposto sobre Operações Financeiras ) –  de acordo com a legislação em vigor e publicado no PSS – Informa.

Carência para nova concessão: somente poderá solicitar novo empréstimo, o Participante que quitar no mínimo 12 parcelas, quitando nessa ocasião o saldo devedor existente, se houver.

Quitação antecipada: ocorrendo a quitação antes do desconto da 12ª parcela o Participante deverá cumprir uma carência de 4 meses para solicitar um novo empréstimo.

Para os Participantes que possuírem contrato de Empréstimo Patrimonial em andamento e assinados antes de 01/07/2007 será respeitada a carência de 30 parcelas.

Para solicitar:

  •  Participantes Ativos e Assistidos (suplementados) – podem usar o simulador que é acessado no site a partir do “Ambiente do Participante” – clique aqui  para saber como usar o simulador.

 Caso tenha alguma dúvida entre em contato conosco – veja os contatos clicando aqui

Data do crédito: Apenas nas quintas-feiras, após o recebimento na PSS do contrato original assinado pelo funcionário.

Atenção: O contrato assinado deverá estar em poder na sede da PSS até o dia 15, no endereço Rua Dr. Rafael de Barros, 209 – 11.o andar – Paraíso – São Paulo – SP – CEP: 04003-041

Quitação do saldo devedor quando do término do vínculo empregatício:

Contratos assinados após 01 de julho de 2013.

Para os contratos assinados a partir de 01 de julho de 2013 ocorrendo o término do vínculo empregatício o participante deverá obrigatoriamente quitar o empréstimo.

A exceção fica para os casos da suplementação quando o participante ativo, que vier a se suplementar pela PSS, pode quitar a dívida ou transferir o desconto em folha para a condição de Assistido.

Contratos anteriores a 01 de julho de 2013.

Na opção pelo Resgate: quitação obrigatória no pagamento do saldo de cotas;

Na opção pelo Autopatrocínio ou BPD: o participante pode optar por quitar o saldo da dívida ou continuar pagando a mesma prestação mensal através boleto bancário, sendo que nessa situação a prestação será corrigida anualmente no mês de novembro, pelo IPC/DI (FGV) + 0,5 de juros ao mês. A administração da PSS emitirá boleto até o dia 15 de cada mês, sendo que o vencimento será o último dia do mesmo mês.

Na Suplementação: o participante ativo que vier a se suplementar pela PSS pode quitar a dívida ou transferir o desconto em folha para a condição de Assistido.

Na opção pela quitação do saldo devedor, caso o Participante necessite de recursos para efetivar o pagamento integral do saldo existente, poderá solicitar novo empréstimo da PSS, já com as regras da condição de Assistido (Empréstimo = 2 benefícios e Prestação = 10% do valor do benefício).

Caso decida transferir o saldo devedor de empréstimo em andamento para a condição de Assistido, será mantido o valor da prestação mensal de Ativo, através de desconto na folha de pagamento mensal de benefício, até o saldamento total da dívida. Nesse caso a prestação será corrigida anualmente, no mês de novembro, pelo IPC/DI (FGV) + 0,5% de juros ao mês.

Na opção pela Portabilidade: a quitação do saldo devedor será obrigatória antes da transferência do saldo de cotas para outra entidade de previdência.

Essas regras estão contidas nas Normas de Concessão de Empréstimos aprovadas pelo Conselho Deliberativo em 21/05/2007 e disponíveis no site da PSS www.pssnet.com.br